DEU TCHIUXII?

Conversando com a Natália Lopes, do Domesticando-me, escrevemos uma palavra que, às vezes, usamos, mas não sabemos se já foi escrita para valer: “Tchiuxii”! A mesma coisa que dar pane, curto-circuito…

A sua vida já DEU TCHIUXII?
Natália e eu falávamos sobre mudar de vida, sobre ter a coragem de dar a volta por cima, sobre ter força para criar um novo destino para nós que traga mais felicidade.

Seu amor já deu tchiuxii?
Seu projeto já deu tchiuxii?
Seu condicionamento físico já deu tchiuxii?
Seu estudo já deu tchiuxii?
Sua carreira já deu tchiuxii?
Sua casa já deu tchiuxii?
Seu namorado já deu tchiuxii?
Sua mulher já deu tchiuxii?
Seu trabalho já deu tchiuxii?
Sua saúde já deu tchiuxii?
Seu desejo já deu tchiuxii?

Acho que devemos encarar o DAR TCHIUXII como um sinal de que estão chegando novidades. Vocês já prestaram atenção que, todas às vezes que deu tchiuxii, as coisas mudaram? Ardeu, doeu, algumas vezes machuchou, trouxe turbilhões, mas, pelo menos para mim, o tchiuxii trouxe novas compreensões e uma vida diferente e muito mais prazerosa.

Então, se DEU TCHIUXII, que tal abrir-se e abrir novas portas…?

Mesmo que, logo de cara, tudo fique meio fora de lugar:

2015-03-25 16.49.06

32 comentários sobre “DEU TCHIUXII?

  1. Adorei! Como é bom compartilhar experiências, como é bom ver que não somos os únicos na multidão que têm esse tipo de sentimento. Muitas vezes nos sentimos errados, sós, diferentes de todo mundo, nos punimos por isso, por querer “infringir” as regras e nos mantemos estáticos (por muitas vezes ou às vezes por muito tempo) mas aí vem alguém e nos ensina, nos mostra que isso é balela, que não somos ETs e que podemos sim mudar. Obrigada por me encorajar.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Republicou isso em Domesticando-Mee comentado:
    Vejam, acabei de fazer uma nova amiga aqui no mundo virtual e em uma conversa breve ela me ensinou muito e me mostrou que podemos nos desafiar (lembram que já falei sobre isso?). Muitas pessoas se encontram rapidamente na vida, outras demoram um pouco mais. Mas qual o problema? Existe alguma regra? Divirtam-se com a “Boa Leitura” de minha “Excelente nova amiga” Monica T. Maia.

    Curtido por 1 pessoa

    • Sabe Lívia, joguei fora uma expressão da Língua Portuguesa faz um tempão: “Está difícil”. Nunca mais pronunciei porque tive várias provas de que as palavras têm energia e se solidificam no ar e na vida. Sei que, ultimamente, a vida está bem complicada pra todo mundo. Mas todas as histórias que conheço de felicidade real tem a ver com uma mudança muito difícil. Talvez, coletivamente, estejamos aprendendo coisas novas para viver melhor. A história mostra que sempre existiu uma grande crise antes dos melhores períodos do planeta (Grécia antiga, Egito antigo, Império Romano, Revolução Francesa, Revolução Industrial etc.). Só que essas mudanças coletivas são uma onda produzida por mudanças individuais, imagino. Diariamente, tento me modificar um pouquinho para modificar o mundo à minha volta para melhor e, assim, trazer para a minha vida esse mundo melhor…

      Curtido por 1 pessoa

  3. Tudo meio fora de lugar é apelido, mas está certo, precisamos ver as coisas por novos ângulos, sem nostalgia do passado nem ansiedade do futuro, somente sendo o momento presente, ainda que fora de lugar…

    Curtido por 1 pessoa

    • Uma tarefa quase impossível, né Bruna?… hehehe…. Com 55 anos, tento isso todos os dias… E, de repente, percebemos que algo mudou em nós e que o mundo à nossa volta também mudou. Então, caímos na ilusão novamente de que tudo está equilibrado e “estável”. Só agora começo a perceber que o aprendizado é milimétrico e infinito. A diferença é que a nossa alegria vem de dentro para fora. Não depende mais de nada externo e essa história de Felicidade começa a fazer sentido.

      Curtido por 1 pessoa

  4. Olá Monica, na visita que do teu blog resolvi, para começar, olhar este post pelo título, que estava diferentão. Penso que todos têm este tipo de problema, seja nos relacionamentos pessoais e/ou profissionais, na escola/faculdade (no famoso ‘deu branco’), e em até mesmo em situações de pouco interesse, como num passeio, por exemplo. Creio que tal coisa faça parte de nossas vidas, de nossos cotidianos. Posso dizer até que é inerente do ser humano. E mais cedo ou mais tarde o TCHIUXII vai te pegar, seja de uma forma ou de outra. Aliás, este termo é escrito TILT. Palavra esta que aparecia nas máquinas de pinball, ou fliperama, quando o jogador batia demais ou tentava inclinar a máquina para conseguir alguns pontos. Mas é isso. Legal teu blog.

    Curtido por 1 pessoa

    • É Mario, muito bom você fazer esse comentário! “Tilt” significa em inglês inclinar ou inclinação. Verbo ou substantivo. Inclinação física ou sentimental. Joguei tão pouco fliperama na vida que nunca vi a palavra lá. Quando o tilt aparece nesses jogos é que travou mesmo, deu pane, segundo os entendidos. Significado que o nosso Tchiuxii atribui. Vou mandar seu comentário para a Natália, está bem? Abrasileiramos um termo que não lembrávamos em inglês… hehehe… Ficou ainda muito melhor com a sua contribuição!
      Bom abraço!

      Curtido por 1 pessoa

  5. É, esse fim de semana deu um TCHIUXII nas minhas ideias! Doeu um pouco, mas depois foi revelador. Essas “panes” na vida sempre nos fortalecem. Como diz o velho ditado: O que não me mata, me fortalece! Adorei o texto. Aliás, adoro seus textos! Abç

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s