GRANDE VERÍSSIMO

2015-03-25 16.35.08

Li “O Tempo e o Vento” aos 12 anos. Tive a grande sorte de apreciar autores brasileiros desde o início.
Se Monteiro Lobato me ensinara a não largar mais os livros, Érico Veríssimo foi um choque. Como alguém podia falar de vida real como se fosse ficção com tanto talento? Fiquei completamente apaixonada por aquele senhor careca. E perplexa.
Imaginava Érico como o capitão Rodrigo Cambará e só vi uma fotografia sua depois que li avidamente os três volumes. Aquela imagem circunspecta não combinava com o humor tão sutil quanto poderoso que ele trançava numa trama tão densa. Ainda hoje me pego imaginando Érico como um cavalheiro destemido, com a sensibilidade criativa tão apurada que derrama personagens incríveis como o Eugênio do belíssimo “Olhai os Lírios do Campo”.
Imagino ainda Érico como realmente é.

23 comentários sobre “GRANDE VERÍSSIMO

      • Natália, nunca é tarde para começar nada. Há tantos conhecimentos… Affff, nem se estudássemos por 20 vidas (se existem) conseguiríamos… Iniciei uma nova profissão aos 52 anos. Pretendo iniciar outra, quem sabe, aos 72…. hehehe…..

        Curtido por 1 pessoa

      • Duas coisas tive que aprender para progredir nas profissões: 1º) escolha algo que vc goste. Assim vc poderá trabalhar muito e nem sentir. Será sempre prazeroso; 2º) ouça a sua cabeça, mas, fundamentalmente, o seu coração. Se vc pensar só em ‘segurança’ e ‘ganhar dinheiro’ algo vai dar “tchiuxi” (inventei agora = curto-circuito) lá na frente. E nada é difícil quando acreditamos firmemente em nós mesmos. Você é NATÁLIA cheia de qualidades. Todos nós temos muitas qualidades e todos nós somos diferentes uns dos outros. Quando você descobre essas ‘diferenças’ e as desenvolve junto com as qualidades você se destaca… Força, coragem, pra frente!

        Curtido por 1 pessoa

      • Muito obrigada pelos conselhos. Vou seguir nesse caminho. Realmente sobre fazer o que amamos, você está coberta de razão e é por isso que quero mudar. Faço algo que gosto, mas não amo e isso tem se tornado um martírio pra mim e já tá dando tchiuxi em tudo hahahhaha

        Curtir

      • Puro clichê mas é assim que faço: consulte o seu coração. Que tipo de literatura vc está querendo nesse momento? Normalmente, tenho uns 3 livros na cabeceira ao mesmo tempo. Um romance, um científico, outro de aventura, outro sobre florais etc. etc. etc. Veríssimo atende a vários tipos de expectativa. Comecei, por exemplo, com “Olhai os Lírios do Campo” – sofri, chorei, comemorei e não descobri até hoje porque esse livro nunca virou novela… “O Tempo e o Vento” é bem denso, forte, emoções profundas. Tem, na minha opinião, a mais impressionante personagem feminina da literatura nacional: Ana Terra. Adorei “O Senhor Embaixador” na época que li. Trata mais de habilidades práticas para a vida real, nossa e da coletividade. “O Prisioneiro” foi uma espécie de mestre-de-cerimônias de um livro fantástico de William Faulkner, “A Fábula”. Tratam de guerras e de amor de um maneira bem diferente. Olhe pra dentro de você: o que suas células estão querendo nesse momento?
        Boas leituras! E vamos continuar nossas conversas. Estou adorando!

        Curtido por 1 pessoa

  1. Aprecio a literatura nacional, porém por algum motivo ainda não consegui começar e terminar nada do Érico… Sei lá, é como se faltasse afinidade 😦 Depois de ler teu texto, me deu vontade de tentar novamente!

    Abraços!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s